Badesul lança em Rio Grande linhas de créditos para Startups, Mulheres Empreendedoras e Agroindústrias na próxima semana

Na próxima segunda-feira (13), Rio Grande recebe a presidente do Banco de Desenvolvimento do Sul (Badesul), Jeanette Lontra, para o lançamento de um programa de linhas de créditos para mulheres empreendedoras, startups e agroindústrias. O evento acontecerá no Salão Nobre da Prefeitura, às 14h.

O Badesul Desenvolvimento é uma Agência de Fomento vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do governo do estado, que atua há mais de 40 anos no fomento e mercado financeiro. A agência busca oferecer soluções financeiras e de consultoria de longo prazo, e promover o desenvolvimento competitivo, regional e setorial da economia gaúcha.

CONHEÇA AS LINHAS

O objetivo da linha +Mulheres Empreendedoras é a concessão de empréstimo financeiro para projetos de apoio às empreendedoras gaúchas. O limite de exposição é de no mínimo R$ 25 mil e máximo de R$ 200 mil, com carência de três a 12 meses e amortização mensal após carência. Os financiamentos são em parceria com a RSGaranti – Associação Garantidora de Crédito, e a linha beneficiará empresas individuais de mulheres, pessoas jurídicas com mais de 50% do capital social feminino e empresas cujo controle/administração seja efetivamente da mulher empreendedora. A pequena investidora que não dispõe de garantia real, utiliza a carta garantia emitida pela RSGaranti. O prazo total para a liquidação do financiamento é de até 60 meses.

A linha de crédito Badesul Startups disponibiliza financiamento entre R$ 50 mil e R$ 200 mil com 12 meses de carência e até 36 meses para pagar. As startups interessadas precisam atender a alguns pré-requisitos para adesão da linha, como possuir tecnologia validada, participar do ecossistema de inovação do Rio Grande do Sul, MMR maior que R$ 30 mil ao mês, curva de novos clientes em expansão, modelo de negócio cuja receita seja recorrente e possuir carta garantia concedida pelo RSGaranti.

No agronegócio o Badesul já financiou R$ 2 bilhões em projetos. Para financiamento à irrigação, armazenagem, inovação no campo, energias renováveis, florestas, recuperação de solos, máquinas e equipamentos novos tem prazo total de até 12 anos com carência de até três anos. Os beneficiários são Cooperativas Agropecuárias e Produtores Rurais PJ ou PF, podendo estar sujeito a análise de crédito e de viabilidade do projeto.

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura Municipal do Rio Grande

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.