Será que o silêncio é a melhor resposta?

Quando eu era pequena ouvia com frequência: “és muito espevitada, deverias ser mais comportada”. Vivia me perguntando se isso era verdade, se eu estava fazendo alguma coisa errada, por quais razões não poderia ser desse jeito, enfim as perguntas eram diversas, no entanto, infelizmente, não obtive resposta para nenhuma delas. E com o passar dos anos percebi que isso acontecia com várias outras meninas e/ou mulheres extrovertidas e aí para as introvertidas as falas e/ou orientações são mais ou menos assim: “deves sair mais”, “és muito quietinha”, “és muito fechada, não tens nenhuma amiga ou colega, menina”. Bem, independente do nosso jeito há sempre quem aponte algo de ruim em nosso comportamento. Aliás, são tantos conselhos, alguns, por vezes, com tom de comando tais como “faça isto” ou “faça aquilo” que, em algumas circunstâncias, não sabemos como reagir. Queremos ser educadas e não responder e se diz que o silêncio costuma ser a melhor resposta, mas, pelo visto, não é, pois se fosse talvez isso parasse, não é mesmo?

Ana Paula Emmendorfer (Professora de Filosofia e Lógica – Doutora em Filosofia/Unisinos-RS)

Foto: Pixabay

Siga no Facebook: facebook.com/logosreis/

Siga no Intagram: instagram.com/logosreis/

Siga no YouTube: youtube.com/logosreis/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.