Próximos dias terão temperaturas elevadas e baixo volume de chuva

Chuvas contribuíram para melhorar a situação das lavouras de milho, mas em algumas regiões as perdas estão consolidadas

Os próximos sete dias deverão permanecer com baixos volumes de chuva na maior parte do Rio Grande do Sul, de acordo com o Relatório Oficial nº 4, elaborado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Emater-RS e pelo Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga).

Na sexta-feira (7/2), o tempo seco e quente predominará, com temperaturas superiores a 35°C na maioria das regiões e próximas de 40°C na Fronteira Oeste e nas Missões. Apenas nas faixas Norte e Nordeste há possibilidade de pancadas de chuva associadas ao forte calor. No sábado (8/2) e domingo (9/2), a cobertura de nuvens aumenta e haverá condição de chuva em todo o Estado, com possibilidade de temporais isolados.

Na segunda-feira (10/2), ainda ocorrerão pancadas de chuva nas faixas Norte e Nordeste, enquanto o ingresso de ar seco garantirá o tempo firme no restante do Rio Grande do Sul. Na terça (11/2) e quarta-feira (12/2), o tempo permanecerá seco e com temperaturas amenas em todas as regiões.

Os totais de chuva estimados para o período deverão permanecer baixos na maior parte do Estado. Na Metade Sul são esperados volumes inferiores a 10 mm. Nas demais áreas, a previsão indica valores acumulados entre 10 mm e 35 mm na maioria das localidades, e somente nos Campos de Cima da Serra e no Litoral Norte há estimativa de valores superiores a 40 mm.

Soja segue em desenvolvimento

A soja retomou o desenvolvimento com a normalização das chuvas, apesar da sua distribuição desuniforme. As fases da lavoura são as seguintes: 24% na fase de desenvolvimento vegetativo, 33% em floração, 42% na fase de enchimento de grãos e 1% maduro e por colher.

Segundo dados do Irga, 0,05% da área cultivada do arroz foi colhida, com 76% da lavoura orizícola no estádio reprodutivo. A avaliação ainda é de que as condições atuais são melhores do que as apresentadas na safra passada.

Na cultura do milho, as chuvas no período contribuíram para melhorar a situação das lavouras, mas em algumas regiões as perdas estão consolidadas. As fases da lavoura são as seguintes: 13% em germinação e desenvolvimento vegetativo, 11% em floração, 22% em enchimento de grãos, 21% maduro e 33% do total já foram colhidos.

A situação de outras culturas como feijão (1ª safra), tabaco, olerícolas, frutícolas, pastagens, bovinoculturas de corte e leite estão no relatório completo, que pode ser consultado aqui.

SECOM RS

Foto: Fernando Dias/Ascom Seapdr

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.