Movimento Eles por Elas Busca Adesão na Luta pela Igualdade de Gênero Durante a 45º Feira do Livro

O Brasil ocupa o 5º lugar no ranking de países com a maior taxa de assassinatos cometidos contra mulheres, o feminicídio.

O estado do Rio Grande do Sul é o 14ª entre os piores estados brasileiros para se ser mulher no país. Os levantamentos são do ano passado, realizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), respectivamente. Na edição deste ano da Feira do Livro da FURG, representantes do Comitê Estadual Impulsor He For She (Eles Por Elas) trabalham em um estande com um principal objetivo em mente, mudar esta realidade.

O espaço, uma parceria entre a Universidade e a Prefeitura do Rio Grande, quer disseminar e buscar novos agentes no fortalecimento da luta pela igualdade de gênero e contra toda forma de violência contra a mulher. No local a equipe composta pela coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres, Maria de Lourdes Lose, pela representante da FURG no Comitê, Maria Rozana de Almeida e pelas servidoras da universidade Adriana Silveira, Taís Legemann e Viviane Brião, explicam aos visitantes como surgiu o movimento, qual a sua intenção e como aderir. Um computador conectado à internet está sendo disponibilizado no local para aqueles que querem fazer a adesão oficial ao He For She. O grupo também está realizando blitz para distribuição de material informativo por toda a feira.

Na noite deste sábado (27) o prefeito Alexandre Lindenmeyer e a primeira-dama Eunice Lindenmeyer estiveram visitando o espaço na feira e aproveitaram a ocasião para auxiliar em uma das blitz do Movimento. “É muito importante participar desta ação, fazendo a defesa do Eles Por Elas, na busca de que tenhamos uma sociedade mais justa e igualitária, de respeito entre as pessoas. Temos muito o que avançar neste tema, mas acredito que de forma gradativa, com o avanço na construção de políticas públicas voltadas para as mulheres, conseguiremos reverter este cenário”, destacou o prefeito de Rio Grande.

A inserção do Movimento no contexto da Feira do Livro – que este ano traz em seu bojo a temática “Histórias de mulheres” –  é a primeira de uma série de intervenções do Eles Por Elas em feiras, eventos e outras atividades rotineiras do Município. “Este espaço proporcionado pela universidade é de extrema importância para dar visibilidade às mulheres e ao movimento. É uma construção coletiva, que pretende trazer o debate da igualdade de gênero pra dentro da feira. Debate que será inserido ao longo do ano em outras programações da FURG e da Prefeitura, como o Março Lilás, que já está em construção”, explica Maria de Lourdes Lose.

Movimento “Eles Por Elas”

O “He For She”, ou Eles por Elas”, em português, é um movimento de todas e todos. Criado pela ONU Mulher (Organização das Nações Unidas), o Eles por Elas tem como objetivo convidar pessoas do mundo inteiro para, juntas, criarem uma força visível e corajosa em prol da igualdade de gênero.

Entre os princípios do Movimento estão a educação, como uma maneira de criar comunidades saudáveis e eliminar as desigualdades; a saúde, com foco no cuidado da saúde materna, na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e no combate ao casamento infantil de meninas; a identidade, no sentido de que ninguém deve ser prejudicado por estereótipos negativos a respeito de quem são, quem amam ou como se expressam; o combate à violência contra mulheres e meninas e a ocupação de assentos de poder por agentes femininas, para garantir que todas as vozes sejam ouvidas.

Em Rio Grande o movimento foi lançado em novembro do ano passado, contando com uma extensa programação e participação de grande público nos dois dias das ações de lançamento. Além da Prefeitura e FURG, 23 escolas da Rede Municipal de Ensino já estão credenciadas com o selo do “Eles por Elas”, levando o debate do tema para dentro das salas de aulas, com meninos e meninas.

Mulheres da História no Artesanato da Economia Solidária – NUDESE

Abraçando uma proposta da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres, as artesãs do Núcleo de Desenvolvimento Econômico e Social da FURG, o Nudese, trouxeram este ano, para dentro do seu espaço de comercialização na feira, artigos que contam histórias de grandes mulheres da nossa cidade, do país e do mundo. Exemplo são bolsas, livros de chita, blocos de material reciclado que contam a história da médica rio-grandina Rita Lobato, Ruth de Souza, Elis Regina, Frida Kahlo e Angela Davis.

Suzana Reis, do Grupo de Artesãs da Barra (GAB), confeccionou a biografia de Rita Lobato na forma de um livro em tecido. Uma peça única, trabalhada em três dias, com muito afinco, pela artesã. “Foi um desafio! Mas quando me sugeriram sobre quem seria o livro, não tive dúvidas em colocar a mão na massa imediatamente e contar a história dessa mulher! A peça é filha única, por enquanto, mas outras semelhante virão”, disse entusiasmada Suzana.

“Nós realizamos uma formação com as artesãs e elas abraçaram essa proposta. Deu muito certo e a ideia é expandir este trabalho e contar a história de outras mulheres locais e da região, perpetuar seu legado, na maioria das vezes desconhecido pela sociedade, utilizando o próprio artesanato local”, completou Maria de Lourdes.

Assessoria de Comunicação/PMRG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.