FURG busca recursos para casas de estudante e acessibilidade nos campi

Na segunda-feira, 23, a reitora da FURG, Cleuza Maria Sobral Dias, reuniu-se em Porto Alegre, no Palácio Piratini, com o secretário Paulo Barone, do Ministério da Educação (MEC). Foi pauta do encontro a demanda orçamentária de capital para casas de estudante e implementação de acessibilidade no Campus Carreiros e para ações de consolidação nos demais campi.

A FURG requisitou aporte de recursos para a conclusão de duas casas de estudante e, em especial, para a aquisição de plataformas elevatórias e elevadores. O montante solicitado é de R$ 3,7 milhões. Ações necessárias para evitar a evasão de estudantes em situação de vulnerabilidade social e garantir a estudantes com dificuldades de locomoção e cadeirantes o acesso adequado a prédios de salas de aula e de laboratórios.

Para cumprir os compromissos referentes ao Campus Santo Antônio da Patrulha, Campus São Lourenço do Sul e Campus Santa Vitória do Palmar, a FURG reafirmou as demandas orçamentárias necessárias, já tratadas em 2016 junto ao MEC, solicitando a liberação em 2018 de parte dos recursos pactuados, um subtotal de R$ 14,5 milhões, a serem empregados para a construção de salas de aula e laboratórios e para qualificar a acessibilidade nos campi.

 Para a Cleuza Dias, a reunião foi produtiva, “foram apresentadas e justificadas as demandas e a expectativa é de que sejam atendidas durante o ano letivo, ainda que em parte”, considerou. Acompanharam a gestora na reunião em que também esteve presente Carlos Lenuzza, diretor de Educação a Distância da Capes, os pró-reitores Marcos Amarante, de Infraestrutura, e Mozart Martins Filho, de Planejamento e Administração, e o auditor Jackson Medeiros.

Assessoria de Comunicação Social da FURG

Fotos: arquivo Palácio Piratini

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.