Exposição “No Sagrado Feminino, o Terreiro Revelado” ficara disponível à visitação na FURG

A Prefeitura Municipal, por meio do Centro Municipal de Cultura Inah Emil Martensen, convida a comunidade para a reinauguração da exposição itinerante “No Sagrado Feminino, o Terreiro Revelado” no dia 2 de maio, às 16h, no Centro de Convivência da Universidade Federal do Rio Grande (CC/FURG). A atividade ainda integrará parte da programação do Seminário “Povo Negro em Movimento – Diálogos e Resistência no Séc. XXI”, que acontece no dia 11 de maio, das 13h30 as 18, na sala 4110, no prédio 4, da FURG.

O Seminário tem a participação das Secretarias de Município da Cultura (SeCult)e Educação (SMEd) e contará com a presença de diversos movimentos sociais e entidades da sociedade civil.A mostra estará aberta à visitação no horário de funcionamento da Universidade e será palco de encerramento do seminário com a presença das Yalorixás retratadas na exposição.

A EXPOSIÇÃO

A exposição inicialmente foi inaugurada na Sala Multiuso da Prefeitura no mês de março como atividade integrante da programação do Março Lilás. Também foi exposta durante o mês de abril na Galeria de Arte do Partage Shopping Rio Grande.

A exibição de fotografias do rio-grandino, Aldivo Mendes, ressalta a importância das mulheres para as religiões de matriz africana no Município, nas quais são representadas por mães-de-santo que o fotógrafo capturou as imagens. A exposição nasce da curiosidade de conhecer mais de perto as yalorixás da cidade do Rio Grande.

A preparação da exposição durou de maio a dezembro de 2017, com a visita a cada uma das 13 mulheres participantes, fazendo os registros fotográficos, gravações e entrevistas, onde elas relataram um pouco da sua história junto à religião e o que pensam sobre racismo, preconceito e a importância da união de todos e todas para enfrentar a intolerância religiosa.

Assessoria de Comunicação/PMRG

Foto/Arte/Capa: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.