Cobertura da Estratégia de Saúde da Família será ampliada em Rio Grande

A Prefeitura do Rio Grande, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), está ampliando a cobertura de Estratégia de Saúde da Família (ESF) desenvolvida no Município. No bairro Miguel de Castro Moreira, na Unidade do Materno Infantil, a alteração já foi estabelecia e já está sendo aplicada no atendimento à população. Nos próximos dias, a comunidade do bairro Bernardeth também receberá o reforço de uma segunda equipe de profissionais. Já no bairro Getúlio Vargas, a adequação possibilitará que uma quarta equipe da ESF seja designada para atuar na região,  

A partir dos acréscimos nas regiões citadas, Rio Grande passará de 63% para 67% de cobertura da ESF. A medida também atende a solicitação do Ministério da Saúde(MS), que recomendou o aumento das equipes de atuação junto a atenção básica para enfrentamento ao  COVID-19. 

Cada equipe da ESF é composta por 12 profissionais:  3 médicos, 3 enfermeiros, 3 técnicos de enfermagem e 3 agentes comunitários de saúde. Os técnicos da área da saúde são oriundos do quadro de servidores da SMS e do Programa Mais Médicos. Da mesma forma, os profissionais chamados por meio de contratação emergencial terão importante papel no desenvolvimento do trabalho e também farão parte das equipes que atendimento.  

Segundo o secretário de Saúde, Maicon Lemos, a ampliação da cobertura da ESF possibilita uma adequação no método de atendimento a população e a criação de vínculos entre os profissionais e a comunidade. “ A Estratégia de Saúde da Família trabalha na prevenção e na promoção de saúde, tendo como característica a realização de visitas domiciliares a moradores de áreas de vulnerabilidade social. Esse trabalho é desenvolvido pelos Agentes Comunitários de Saúde, e a unidade do Materno Infantil, por exemplo, não tinha esses agentes. Em síntese, trata-se de uma mudança no perfil de atendimento, disponibilizando essas visitas às famílias, e não somente aguardar os pacientes no posto”, explicou. 

Ainda conforme o secretário, os locais para a ampliação da estratégia foram escolhidos por serem bairros com grande número de pessoas em situação de vulnerabilidade social, buscando, assim, disponibilizar atendimento nas regiões onde é constatada maior necessidade. “Seguimos o princípio da equidade do SUS, para levar assistência aos locais que mais precisam”, ressaltou.

Assessoria de Comunicação PMRG

Foto: Logo/ESF

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.