Alisson Affonso: Ilustrando Rio Grande

“Desenho é meu maior recurso de esperança, onde posso sonhar e me manter sempre ativo e vivo”

Bacharel em Artes Visuais, Ilustrador, cartunista, desenhista e artista rio-grandino, Alisson Affonso já foi premiado diversas vezes. Foi um dos escolhidos para ilustrar o livro de 85 anos do Ziraldo, que conta também com trabalhos de outros artistas como, por exemplo, Maurício de Souza. Alisson é modesto, e prefere se auto intitular ilustrador. Foi precursor com a obra “Plataforma HQ” no qual foi editor, a revista ilustrava o cotidiano rio-grandino. Também editou o “Peixe Frito” que fazia críticas sociais e foi editor da Revista Ideia. Ele faz da arte o seu sustento e nos conta um pouco dessa história.

Alisson fala que sempre foi caseiro, seu esporte era mesmo desenhar. O dom foi descoberto logo na infância, com apenas 5 anos de idade já ousava traços mais elaborados e “já elencava o desenho como algo mais importante”, relata.

Timidez

Alisson conta que sempre foi muito tímido. Por isso, sua maior expressão se retratava no papel. A liberdade e autonomia da criação, lhe permitiam externar o que de outras formas, naquela época, não conseguia. Ao longo dos anos, essa tal timidez foi vencida. E para o jovem, as ilustrações têm grande influência nesse enfrentamento.

Quadrinhos

A paixão por histórias em quadrinhos começou desde muito cedo. Quando alfabetizado, essa foi inclusive, sua primeira leitura: Um gibi da Turma da Mônica. Esse era o seu preferido e foi assim, conhecendo um pouco da simbologia e técnica utilizada, que a sua vida tomava cada vez mais cor através dos desenhos.

Reconhecimento

Em 2003, Alisson trabalhava em outro segmento. Mas nunca deixou de lado sua maior paixão. Munido com uma pasta repleta de desenhos, ele decidiu levar suas artes para um professor universitário na Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Ao entregar as ilustrações, percebeu o reconhecimento que serviria de motivação para seguir essa trajetória.

Graduação

Algum tempo depois, decidiu investir na sua graduação. Alisson fez parte da primeira turma de Graduação em Artes Visuais Bacharelado da FURG. Para ele, a graduação teve fundamental importância para o seu aprimoramento, pesquisa e experimentação. Foi importante também, pois lhe permitiu enxergar outras realidades e perceber muitos talentos a sua volta.

Viver de Arte

Alisson já enfrentou e enfrenta muitas barreiras e preconceitos com relação à sua profissão. Contudo, ele nos conta que essa é sua atividade para o sustento. E faz isso aliando seu talento bem vasto na área de ilustrações. Atualmente, desenvolve ilustrações para instituições, materiais pedagógicos, para empresas, cria identidade visual e produz narrativas gráficas.

Linguagem dos Quadrinhos

Alisson revela que para desenvolver a arte em quadrinhos é preciso conhecer essa literatura. Ele explica que sempre despertou muito interesse em história em quadrinhos, portanto foi aprendendo o uso dos “balões”, figuras de linguagens e as formas como as narrativas eram dispostas. Através da leitura, foi conhecendo um pouco mais dos símbolos presentes na história como utilizá-los. Tudo isso foi crucial para o seu aprendizado como artista e ilustrador.

Premiações

Foi premiado no Salão de Humor de Paraguaçu Paulista, Salão de Humor do ABCD, Salão de Humor de Rio Grande, Salão Internacional de Desenho para a Imprensa, Animarte RJ, Animamundi, Concurso de Tiras Humoristícas GAG, Prêmio Ângelo Agostini, Concurso Cartum ZH, Prêmio Histórias de Trabalho SMC, Salão Medplan de Humor e Salão de Humor de Cerquilho. Expôs em Saint-Jus-Le- Martel-França, Dessinateurs Brésiliens.

Jornalista Thuanny Cappellari – Equipe Rio Grande TEM

Fotos: Divulgação/Redes Sociais/Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.