Uma das minhas maiores preocupações pós diagnóstico era a comunicação

A Duda desenvolveu a fala com 3 anos, antes disso ela se comunicava apontando ou nos levando pela mão e assim mostrando o que queria. Começou falando algumas palavrinhas soltas e hoje, com 5 anos, podemos dizer que a comunicação dela melhorou muito.

Já forma frases, fala de tudo um pouco, conta pequenas histórias, se transforma numa apresentadora de circo, cria grandes aventuras com a turma da Patrulha Canina e por aí vai. A imaginação a mil!

Claro que da maneira dela e quando ela quer. Mas tá tudo bem!

Aqui, para nós, é uma vitória e a cada palavra nova, a cada frase, a cada história nosso coração transborda de alegria.
Hoje ela fala mãe e pai umas mil vezes por dia, de enlouquecer, deve ser de tanto eu ter pedido.

A pronúncia ainda é bem difícil, algumas palavras saem claras e com a pronúncia certa, mas muitas com a pronúncia bem diferente. Nós conseguimos entender, quem não convive muito tem mais dificuldade. Sabemos que ela ainda tem muito para melhorar, para desenvolver.

E para isso é fundamental o acompanhamento semanal com fonoaudióloga e estimular em casa, sempre que a pronúncia sair errado. Falar da forma certa, para ela ir aprendendo, mas sem muita pressão.

Aos poucos, vocês irão conhecendo essa menina meiga e muito carinhosa, e entendendo melhor tudo que estamos contando para vocês nesses pequenos capítulos de algumas batalhas vencidas.

Nossa intenção é mostrar nosso dia a dia com a Duda, as conquistas, as sapequices e os aprendizados, para de alguma forma dar um norte para quem precisar, assim como muitas pessoas também nos ajudaram virtualmente.

Autora: Alice de Leon

Foto: Arquivo Pessoal

Siga no Instagram: instagram.com/o_mundo.daduda/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.