UFPel aprova R$ 613 mil em bolsas de Mestrado e Doutorado para Inovação

A UFPel, através de sua proposta institucional no Edital MAI-DAI (Mestrado e Doutorado Acadêmico para Inovação) do CNPq, lançado neste ano, aprovou mais de R$ 613 mil em bolsas de iniciação tecnológica, mestrado e doutorado para seis programas de pós-graduação da instituição em projetos com seis diferentes empresas. O objetivo é fortalecer a pesquisa, o empreendedorismo e a inovação nas instituições científicas, tecnológicas e de inovação (ICTs) e fomentar a cooperação das instituições com empresas, por meio do envolvimento de alunos de doutorado em projetos de interesse do setor empresarial.

Atualmente a UFPel possui vigente o Programa Doutorado Acadêmico para Inovação (https://wp.ufpel.edu.br/dai/) onde estão sendo desenvolvidos oito projetos de tese entre quatro PPGs da instituição e sete empresas parceiras. As novas empresas e PPGs irão fortalecer a interação da Universidade com a sociedade. Os programas contemplados com as bolsas são: : Arquitetura, Biotecnologia, Ciência e Tecnologia de Alimentos, Computação, Manejo e Conservação do Solo e da Água e Veterinária em projetos com seis diferentes empresas: Contronic Sistemas Automáticos LTDA, Rentank Macrogalpões Ind. Com. Coberturas LTDA, Comercial Agropecuária Dourado LTDA (GPR Nutrição Animal), Grupo Energia do Brasil Industria e Comércio de Máquinas e Equipamentos LTDA, Latina Agro Industria e Comercio de Fertilizantes LTDA e Oliva Agroindustrial LTDA.

As bolsas são para o desenvolvimento de dissertações e teses em parceria com as empresas, visando o desenvolvimento de produtos ou processos para o mercado. A empresa irá arcar com o valor mínimo da contrapartida de R$ 10 mil por bolsa concedida para o mestrado e R$ 20 mil para o doutorado. Além disso, haverá bolsas de iniciação tecnológica (IT) para que alunos de graduação da UFPel possam participar das atividades dos projetos. Além dos recursos captados para as bolsas, a UFPel captou junto às empresas parceiras cerca de R$ 200 mil para o desenvolvimento das pesquisas.

Para o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Flavio Demarco, a transformação do conhecimento em tecnologias e produtos se torna uma necessidade premente no mundo atual, gerando renda, empregos e desenvolvimento. “A UFPel está antenada com este desafio e ser uma das Universidades contempladas com o Edital é uma demonstração de nossa capacidade de articulação com o setor produtivo para alavancar o desenvolvimento de produtos e soluções em diferentes áreas. Com certeza mais um passo, junto com outros dados ao longo desta gestão, em prol de tornar a inovação como um eixo fundamental do papel da UFPel”, comemorou.

Já o coordenador de Inovação Tecnológica da UFPel e coordenador do projeto na instituição, Vinicius Campos, salienta os diversos benefícios dos projeto para as empresas, para a Universidade, para os estudantes e para a sociedade como um todo. “A UFPel busca com esta proposta o desenvolvimento de produtos e processos entre a UFPel e o setor produtivo, a formação de recursos humanos com experiência de pesquisa para indústria e a ampliação da cultura de inovação na instituição, com vistas a ampliação da interação com o setor produtivo”, disse.

Visando aumentar os projetos em cooperação com o setor produtivo e a criação de novas startups, a Coordenação de Inovação Tecnológica (CIT) lançou o Programa Criar – Programa de Aceleração da Inovação. Os servidores e alunos interessados em participar do programa devem acessar os clicando aqui.

Assessoria de Comunicação Social da UFPel

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − seis =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.