Talvez seja fácil julgar ou não?!

“Um mundo cheio de possibilidades” essa é a ideia que compramos especialmente quando somos jovens. Entretanto, na medida em que crescemos percebemos que as coisas não são bem assim já que as oportunidades existem, sim, mas não exatamente para todos (as) ou pelo menos não as mesmas. Digo isso porque acredito que seja de conhecimento geral o quanto as pessoas com poder aquisitivo mais baixo têm muitas dificuldades em irem atrás dos seus sonhos e/ou projetos. Sim, pois fica quase impossível quando eles (as) têm de cuidar da casa, dos irmãos, às vezes dos pais, e ainda estudar. Digo “ainda estudar” pelo fato de devido a tantos afazeres o estudo, que deveria ser o principal, se torna um fardo, infelizmente. Então, já deu para perceber que a meritocracia costuma passar longe dos lares mais pobres. Além disso, há quem diga, normalmente pessoas com uma vida mais confortável, que pobre é vagabundo, preguiçoso e drogado sem ter o menor conhecimento de causa. Talvez seja fácil julgar, sobretudo, quando não passamos pelas mesmas dificuldades ou será que é melhor julgar a tentar ajudar a melhorar a situação dessas pessoas?

Ana Paula Emmendorfer (Professora de Filosofia e Lógica – Doutora em Filosofia/Unisinos-RS)

Foto: Pixabay

Siga no Facebook: facebook.com/logosreis/

Siga no Intagram: instagram.com/logosreis/

Siga no YouTube: youtube.com/logosreis/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 9 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.