Secretaria de Trabalho lança linhas de crédito através do RS TER para empreendedores enfrentarem momento de dificuldade

Por meio de RS Garanti, Sicoob, Sicredi e Cresol, programa disponibiliza capital de giro para micro e pequenos empreendedores

Micro e pequenos empresários tendem a enfrentar perdas e dificuldades que podem comprometer o seu ganho em decorrência da pandemia do coronavírus e também da estiagem que atinge o Rio Grande do Sul. Com propósito de auxiliar nas melhores condições e na sobrevivência das empresas, a Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Stas) lança uma linha de crédito por meio do programa RS Trabalho, Emprego e Renda – TER.

O RS Garanti – Associação Garantidora de Crédito, o Sicoob – Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil, Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi) e a Cooperativa de Crédito Solidário (Cresol) disponibilizarão recursos financeiros para capital de giro com carência de até 90 dias e pagamento em até 24 meses, visando a manutenção de postos de emprego e atividades produtivas das micro e pequenas empresas enquanto durarem os efeitos da redução das atividades econômicas. O valor máximo é de R$ 50 mil e taxas de juros de até 1% ao mês. Os recursos estão disponíveis desde a sexta-feira (20/3).

“Estamos disponibilizando acesso ao crédito e cartas de garantia complementar para que micro e pequenos empresários, urbanos e/ou rurais possam financiar a sua produção. A liberação dessa linha de crédito viabilizará a continuidade das empresas, pois o objetivo principal da iniciativa é que sobrevivam neste período difícil”, disse a secretária de Trabalho e Assistência Social, Regina Becker. “Em meio a esta pandemia e à estiagem que assola dezenas de cidades gaúchas, devemos fazer esforços para manter os empregos e indicadores mínimos da atividade econômica. Isso é fundamental para o nosso Estado.”

Os interessados em financiamento devem entrar em contato com RS Garanti (www.rsgaranti.org.br/), no (54) 3021-0400, com as agências do Sicoob, Sicredi e Cresol no Estado do Rio Grande do Sul.

RS Trabalho, Emprego e Renda – RS TER

O RS TER é um dos programas prioritários do governo do Estado, cujo objetivo é o fomento ao empreendedorismo na busca de alternativas para melhorar a condição dos micro e pequenos empresários.

A ideia é estimular o autoemprego por meio da disponibilização das condições necessárias à manutenção e abertura dessas micro e pequenas empresas.

O programa terá diversas atribuições: constituição de ações conjuntas de apoio ao empreendedorismo; garantias complementares ao crédito; formalização dos negócios; inovação; orientação, capacitação e ensino, e, melhorias de processos, produtos e serviços. Tudo em prol de negócios e empresas urbanas ou rurais, de micro e pequeno porte.

A configuração objetiva é disponibilizar alternativas que viabilizem a implementação e sustentabilidade econômico-financeira desses empreendimentos, como alternativa para geração de trabalho, emprego e renda.

Quando se pensa na geração autônoma de trabalho e renda e desenvolvimento de micro e pequenos, é relevante que a taxa de sobrevivência de empresas é de 37,8% após cinco anos (dados do IBGE). Nos negócios informais, de apenas 20% (IBGE).

Os indicadores são influenciados, principalmente, pela falta de competência administrativa para a gestão, inexperiência com o ramo dos negócios e a incapacidade de assumir riscos.
Fatos inerentes ao mercado são a desqualificação para equilibrar custo e preço, baixo volume de crédito ofertado, falta de garantia para crédito e a qualidade de mão de obra. Pautas essas que serão enfrentadas pelo RS TER.

SECOM RS

Foto: Pixabay

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.