SAMU e Central de Transplantes da Santa Casa recebem veículos da Prefeitura

Concretizada pela Prefeitura do Rio Grande, na manhã de terça-feira (24), a entrega de dois veículos para atender demandas na área de Saúde no município. Uma ambulância para reforçar o atendimento aos casos de emergência no balneário do Cassino, durante o veraneio, quando a população local triplica, e um veículo repassado para a Central de Transplantes da Santa Casa tiveram as chaves entregues pelo prefeito Alexandre Lindenmeyer, em ato em frente ao prédio do Executivo, na praça Xavier Ferreira.

No ato, compareceram secretários de governo, o vice-prefeito Paulo Renato Mattos Gomes, diretores da instituição hospitalar e servidores que vão atuar na condução dos veículos. Ao entregar as chaves, o prefeito Alexandre comentou que garantir o veículo junto à Receita Federal para que a Central de Transplantes possa realizar suas atividades com maior segurança e eficácia, trará como consequência a preservação de um número maior de vidas. Sobre a ambulância para atender os serviços de emergência da SAMU, citou ser um reforço importante para estrutura já existente na Saúde do município e, especificamente, no Cassino. Lembrou que, nesse caso, a Prefeitura entra com os recursos humanos. “Estamos felizes com esse novo equipamento, que proporcionará melhores condições para as equipes realizarem suas atividades na área da Saúde”, acrescentou o prefeito.

Rubem Bonato, vice-presidente da direção da Santa Casa esteve no ato e disse que a instituição recebia o veículo para a Central de Transplantes “com muita alegria por um lado e com senso de responsabilidade por outro”. O veículo, lembra o diretor, tem uma função específica e vem ao encontro da eficiência hospitalar na remoção de órgãos.

Transplantes de órgãos

O titular da pasta da Saúde no município, Maicon Lemos, recordou todos os esforços da administração municipal, bem como da Santa Casa e da Central de Transplantes para que os dois veículos tivessem a entrega confirmada nessa data. A ambulância para o SAMU faz parte de um convênio firmado entre a Secretaria de Saúde do Estado e a Prefeitura, por meio da Secretaria de Município da Saúde. Pelo convênio, há o repasse do governo estadual da ambulância e de recursos para custeio. A prefeitura entra com pessoal e insumos.

O veículo para a Santa Casa tem por objetivo garantir o deslocamento das equipes médicas para a realização da captação de órgãos no traslado entre aeroporto e o hospital, e vice versa. Em 2019, foram feitas 15 captações de órgãos, o que dá uma média de, no mínimo, três órgãos doados para transplante por pessoa. O secretário avalia que esses 15 doadores somados devem ter feito muito mais do que 45 doações. “Há casos em que o doador doa 12 órgãos”, esclarece.

Assessoria de Comunicação PMRG

Foto: Divulgação PMRG

Deixe uma resposta