Quitanda Cultural: Prefeitura Municipal realiza chamada para seleção de artistas de rua

A Prefeitura Municipal, através da Secretaria da Cultura (SeCult), lançou nesta segunda-feira (5) a chamada para artistas de rua que desejam apresentar-se durante a realização do Projeto Quitanda Cultural – Feira do Artesanato e Economia Criativa da Cultura, que é promovida todos os meses na Praça Xavier Ferreira. As inscrições podem ser efetuadas até a próxima semana, no dia 16 de março de 2018.

A Quitanda Cultural parte do princípio de que a praça é pública e livre para as manifestações artísticas, por isso fomenta apresentações na rua e de rua que estabelecem um diálogo entre os artistas e os cidadãos, através das práticas artísticas públicas: arte pública, urbana, livre, popular e democrática.

A Chamada Pública para as apresentações na Feira tem como objetivos fomentar a produção cultural local através do incentivo à criação de novas propostas culturais pelos artistas da cidade; repensar a ocupação do espaço público por meio da arte, estimulando uma nova compreensão da população acerca da apropriação dos espaços urbanos; estimular a formação de plateia para as mais diversas artes; e criar um banco municipal de artistas através de credenciamento.

Poderão se inscrever artistas e/ou grupos de teatro, dança, capoeira, circo, música, folclore, literatura, poesia, arte digital, moda, artesanato, artes plásticas, audiovisual, arte urbana, arte popular, artes integradas, entre outros. As propostas devem ser inscritas por pessoas físicas, para apresentações durante a realização do Quitanda Cultural – Feira do Artesanato e Economia Criativa da Cultura na Praça Xavier Ferreira, a ser realizada nos primeiros e segundos sábados de cada mês, ou em datas extraordinárias.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 16 de março pelo e-mail secultrg@gmail.com ou na sede da SeCult, na Rua General Vitorino, nº 666 – 32357803. Os artistas ou grupos poderão receber colaboração espontânea durante as apresentações.

Para a coordenadora do projeto Quitanda Cultural, Janice Hias, esta é uma forma de integrar as artes e alimentar o próprio projeto com outras atividades artísticas. “Queremos ver a Praça cheia de intervenções artísticas, integrando-se ao nosso projeto”, disse Janice. Já para o secretário da Cultura, Ricardo Freitas, é uma iniciativa inovadora e voltada para a valorização dos artistas. “É a economia da cultura em funcionamento, gerando renda e fomentando a cultura local”, afirmou o secretário.

Com informações da SeCult

Assessoria de Comunicação/PMRG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.