Porto do Rio Grande recebe navios da Operação Aspirantex 2022 da Marinha do Brasil

Embarcações atracaram nesta quinta-feira (13)

O cais público do Porto do Rio Grande recebeu, na manhã desta quarta-feira (13), parte das embarcações participantes da Operação Aspirantex 2022 da Marinha do Brasil. Estão atracados o Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico (Porta-Helicópteros A140), o Navio Doca Multipropósito Bahia (G40) e as fragatas Liberal (F43) e Independência (F44).

A operação tem como objetivo contribuir para o preparo dos meios navais e aeronavais da esquadra brasileira e também para a familiarização dos aspirantes da Escola Naval sobre a vida no mar. Na chamada Fase de Porto, a Marinha costuma abrir suas embarcações para visitação, mas nesse ano elas não serão realizadas em razão da pandemia.

De acordo com a Marinha do Brasil, a edição 2022 segue até o dia 27 deste mês e compreende a área marítima existente entre os estados do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul. Os militares e as embarcações permanecem em Rio Grande até o próximo dia 17, quando deverão partir em direção aos portos de Itajaí e Paranaguá.

Confira abaixo um pouco sobre cada uma das embarcações

  • Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico (A140)

Também chamado de Porta-Helicópteros Atlântico, o navio é o maior da esquadra de guerra brasileira, com 203 metros de comprimento, 35 metros de largura e 6,5 metros de calado. Além dos armamentos, ele possui capacidade de transportar mais de 1.200 militares e de carregar até 19 helicópteros. O navio também conta com radares de voo e de navegação.

  • Navio Doca Multipropósito Bahia (G40)

Com 168 metros de comprimento, 23,5 de largura e 5,2 metros de calado, o Navio Doca Multipropósito Bahia possui uma tripulação de 224 marinheiros, mas conta com capacidade para transportar até 450 fuzileiros navais. Ele é dotado de um hangar que pode receber até três helicópteros de porte médio, como o MH-16 e o UH-15.

  • Fragata Liberal (F43)

A embarcação é fruto do Programa de Renovação e Ampliação dos Meios Flutuantes da Marinha que foi criado na década de 1970. Com 129 metros de comprimento, 13,5 de largura e 5,9 metros de calado, ela já participou de missões humanitárias no Líbano e é a quarta a utilizar esse nome na esquadra brasileira.

  • Fragata Independência (F44)

Totalmente construída no Arsenal de Marinha, no Rio de Janeiro, possui 129 metros de comprimento, 13,5 metros de largura e 5,9 metros de calado. Com capacidade para transportar até 217 marinheiros, a Fragata Independência foi incorporada à Armada em 3 de setembro de 1979 e segue o mesmo padrão do projeto original das demais da Classe Niterói.

Assessoria de Comunicação e Marketing Portos RS

Foto: Divulgação/Portos RS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.