Maternidade da Santa Casa do Rio Grande atenderá somente gestantes de Rio Grande e São José do Norte

Após reunião nesta quinta-feira (28), foi decidido que a maternidade da Santa Casa do Rio Grande deixará de atender o serviço através do SUS aos municípios de Bagé, São Lourenço do Sul e Jaguarão. O atendimento da maternidade via SUS da Santa Casa do Rio Grande permanecerá exclusivamente para as cidades de Rio Grande e São José do Norte. A possibilidade de fechamento do serviço oferecido através do SUS pela maternidade da Santa Casa do Rio Grande era discutida neste mês de abril frente aos sucessivos fechamentos da maternidade impactando na superlotação do Hospital Universitário (HU-Furg) que permanece ocorrendo. Em nota, a Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul diz que a proposta prevê a repactuação com gestores e hospitais da região, com o atendimento sendo realizado mais próximo a residência das gestantes e destaca que os municípios de Bagé, Jaguarão e São Lourenço do Sul possuem capacidade para atender este público. A nota destaca que a instituição continua o atendimento de sua referência que é gestante de baixo risco.

“Nota da SES RS

A Secretaria Estadual de Saúde informa que foi proposta nova pactuação com gestores e hospitais da região. Com isso, o atendimento será realizado de forma segura e mais próximo do município de residência das gestantes. A Secretaria constatou que com pactuação, realizada no passado, gestantes de municípios distantes de Rio Grande estavam tendo que realizar deslocamentos de até 160 km. A nova pactuação prevê atender as gestantes em pontos mais próximo de suas cidades, reduzindo essa distância pela metade além de reduzir em 50% a proporção de gestantes atendidas em Rio Grande. Hoje municípios como Jaguarão, São Lourenço e Bagé possuem capacidade instalada e equipes para atender este público. A Maternidade da Santa Casa de Rio Grande segue em funcionamento e não há nenhuma decisão do Governo do Estado que altere a situação. A instituição continua atendimento de suas referências que é gestante de baixo risco de Rio Grande e São José do Norte.

Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul”

Jornalista Thuanny Cappellari/RIO GRANDE TEM

Foto: Pixabay

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Font Resize