Governo assina parcerias para formação de diretores, professores e melhorias na infraestrutura das escolas

Assinatura das parcerias irá ocorrer na próxima segunda-feira (26), às 10h, no Palácio Piratini

O governador do Estado, José Ivo Sartori, irá assinar, na próxima segunda-feira (26), às 10h, no Palácio Piratini, memorandos de entendimento entre o governo do Estado e o Serviço Social da Indústria (SESI), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Gestores e Educadores (Capes) e oito instituições estaduais de ensino superior com cursos de engenharia, que irá beneficiar a educação do Estado em duas frentes: na qualificação de diretores de escolas (gestores) e de professores e na melhoria da infraestrutura dos estabelecimentos de ensino da rede pública estadual.

Serão assinados dois documentos. O primeiro memorando prevê a parceria do governo do Estado, por intermédio da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), com o Sesi e a Capes, na formação de gestores e professores em conteúdos que tratam de temas como o planejamento de projetos interdisciplinares com o uso de tecnologias; avaliação por competências e habilidades; instrumentalização de diretores na dimensão administrativo/escolar; associação de excelência acadêmica ao saber fazer nas práticas pedagógicas, entre outros. A iniciativa está em consonância com a plataforma formativa do Departamento Pedagógico da Seduc e nas perspectivas das metas do Plano Nacional e Estadual de Educação, com aulas que serão ministradas nas escolas do Sesi.

O projeto está orçado em R$ 1,9 milhão que serão financiados pela Capes com contrapartida do Sesi (18,34%). A vigência é até abril de 2020 e irá beneficiar cerca de 2,5 mil diretores de escolas. O número de professores participantes ainda será definido. A rede possui mais de 60 mil docentes.

O segundo memorando estipula o entendimento entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), e a Capes, para aperfeiçoar o projeto de estudo, aplicação metodológica e elaboração de projetos para a reforma e modernização elétrica nas escolas estaduais.

A partir desta assinatura será construída uma agenda conjunta para elaborar o plano de trabalho e o termo de fomento para que a Capes disponibilize bolsas e recursos para custeio às Universidades, aos professores e alunos envolvidos nos projetos. A Capes irá disponibilizar 30 bolsas de R$ 1.500,00 a cada um dos professores responsáveis por acompanhar os estagiários no desenvolvimento dos projetos elétricos nas escolas.

Além disso, a Capes repassará recursos às Universidades a título de custeio e, com isso, cobrir despesas com alimentação, transporte e materiais de consumo utilizados nos projetos para fortalecer o processo junto às instituições de ensino, incentivando os professores e desonerando o Estado na questão de custeio.

Termo de Cooperação com Universidades

O termo de cooperação entre o governo do Estado e oito instituições de ensino superior do Rio Grande do Sul é resultado da união de esforços para a realização de obras para melhorar e consertar a rede elétrica de cerca de 2 mil escolas da rede pública estadual

A iniciativa nasceu com a criação de uma força-tarefa liderada pela secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), com participação das Secretarias da Educação e de Obras, Saneamento e Habitação. A equipe fez um diagnóstico das condições elétricas das escolas e propôs uma parceria com as faculdades.

Os universitários interessados foram contratados como estagiários pelo governo gaúcho. Ao todo, foram abertas 75 vagas em todas as regiões do estado.

À medida em que os projetos vão ficando prontos, o Estado fará licitação para definir quais empresas ficarão responsáveis pela execução das obras. O repasse inicial será de R$ 40 milhões, com prioridade para os casos emergenciais. Há situações, por exemplo, em que computadores e condicionadores de ar estão instalados, mas não podem ser ligados porque a rede elétrica, antiga em muitos casos, não suporta. Algumas obras devem ser concluídas até o fim do ano.

Universidades parceiras

– Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
– Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS)
– Universidade de Caxias do Sul (UCS)
– Universidade de Passo Fundo (UPF)
– Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI)
– Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
– Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-riograndense (IFSul), de Pelotas
– Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)

SEDUC RS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.