Exposição arqueológica virtual mostra cotidiano da praça Tamandaré

Projeto traz fotos e documentos históricos de um dos pontos tradicionais de Rio Grande

Em comemoração ao Dia Nacional do Patrimônio, celebrado em 17 de agosto, o Projeto Geribanda apresenta a exposição arqueológica virtual “Um Lugar Chamado Geribanda”. Nela, são apresentados os cotidianos da praça Tamandaré, antiga praça da Geribanda, a partir do olhar da arqueologia, que se volta para a valorização das narrativas das diversas pessoas que convivem na praça e suas maneiras de ocupar aquele espaço.

Assim, a exposição objetiva promover o patrimônio cultural de Rio Grande, a partir dessa praça que é tão importante para a história da cidade. Serão abordados os trabalhos desenvolvidos desde 2014 pela Arqueologia na praça Tamandaré e seus resultados, como uma forma de divulgá-los e promover uma troca de conhecimentos com a comunidade rio-grandina. O projeto traz ainda imagens de vestígios arqueológicos, ilustrações, poemas, fotografias e lembranças compartilhadas.

O link da exposição virtual está aqui.

“Um Lugar Chamado Geribanda” foi realizado pelo Liber Studium – Laboratório de Arqueologia do Capitalismo no âmbito do Projeto de Extensão “Entre vozes e ecos: uma arqueologia do cotidiano da praça da Geribanda”, em parceria com o Grupo de Estudos Etnográficos Urbanos (UFPel). O projeto teve apoio do Centro Municipal de Cultura Inah Emil Martensen, Secretaria de Município da Cultura de Rio Grande, Diretório Acadêmico de Arqueologia (FURG), Ponto de Cultura ArtEstação (Rio Grande) e do Laboratório de Estudos em Antropologia Biológica, Bioarqueologia e Evolução Humana (FURG).

Assessoria de Comunicação Social da FURG

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 11 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.