Estudantes do IFRS conquistam medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Dezenove estudantes do IFRS conquistaram medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) 2020. Os participantes obtiveram oito medalhas de ouro, seis medalhas de prata e cinco medalhas de bronze.

A 23ª edição OBA foi realizada nos dias 12 e 13 de novembro de 2020, de forma online, os resultados foram divulgados dia 14 de dezembro.

Confira o campus e o nome dos medalhistas

Campus Bento Gonçalves: (Acesse a matéria de divulgação)

  • Vinícius Bergonzi Lazzari- medalha de ouro
  • Bianca Battisti – medalha de ouro
  • Allana Canacar Biscaia – medalha de ouro
  • Luan Baggio – medalha de prata
  • Verônica Rodrigues Miecikowski  – medalha de prata
  • Marcelo Basso – medalha de bronze

Campus Canoas (Acesse a matéria de divulgação)

  • Raynan de Lima Pescador – Medalha de ouro
  • Léo Marco de Assis Hardt – Medalha de ouro
  • Cecília Camargo Betat – Medalha de ouro
  • Lucas Glöckner Ribeiro – Medalha de prata

Campus Feliz (Acesse a matéria de divulgação)

  • Andrius Nunes Zimmer – medalha de prata

Campus Osório (Acesse a matéria de divulgação)

  • Camily Pereira Dos Santos -medalha de ouro
  • João Vítor Ritter Leichter – medalha de prata
  • João Lucas Oliveira da Costa – medalha de bronze

Campus Sertão (Acesse a matéria de divulgação)

  • Bruno Leandro Gehring Schreiner – medalha de ouro
  • Eduarda Segatti Três – medalha de prata
  • Gabriel Otto Gehring Schreiner – medalha de bronze
  • Gabrieli Granja Brandalise – medalha de bronze
  • Gláuber Barbacovi Ribeiro – medalha de bronze
Classificados para a Olimpíada Internacional

Os medalhistas estão pré-selecionado para a fase online das seletivas que escolherá 20 estudantes para compor as equipes brasileiras para as Olimpíadas Internacionais de Astronomia de 2021.

Sobre a OBA

Realizada em fase única e voltada para todos os estudantes dos ensinos fundamental e médio, a olimpíada, em seus 23 anos de existência, já superou a marca de 10 milhões de participantes.

É dividida em quatro níveis, sendo os três primeiros dirigidos a alunos do ensino fundamental e o quarto para o ensino médio. A prova é composta por dez perguntas, sendo sete de astronomia e três de astronáutica. A maioria das questões é de raciocínio lógico. As medalhas são distribuídas conforme a pontuação obtida por cada nível.

Os melhores classificados na OBA representam o Brasil nas olimpíadas Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) e Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2021 (OLAA). Os participantes da edição 2020 da OBA concorrem ainda a vagas nas Jornadas Espaciais que acontecem em São José dos Campos (SP), onde recebem material didático e assistem a palestras de especialistas.

Assessoria de Comunicação IFRS com informações da Agência Brasil

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.