Estado recebe proposta da Gol para aderir ao Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional

Uruguaiana, Pelotas, Santa Maria e Santo Ângelo seriam ligadas a São Paulo por voos diretos

O governo do Estado recebeu proposta oficial da Gol Linhas Aéreas para ampliar os voos no Rio Grande do Sul. A notícia foi dada pelo presidente da companhia, Paulo Kakinoff, ao governador Eduardo Leite, acompanhado de secretários, em reunião no Palácio Piratini na tarde da segunda-feira (5/4).

“Recebemos formalmente a apresentação da Gol sobre o desejo de aderir às condições do Decreto 55.646, editado no final do ano passado, quando ajustamos nossa política de benefício ao querosene da aviação. Fico muito feliz de ver que a Gol, especialmente neste contexto adverso, aceita este desafio, participa da lógica do nosso Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional, e faremos o que for necessário para dar uma resposta rápida à empresa”, disse o governador.

Os secretários Marco Aurelio Cardoso (Fazenda) e Juvir Costella (Logística e Transportes) vão analisar a proposta entregue pela empresa para avaliar o pedido de adesão ao marco regulatório já existente.

De acordo com os planos da companhia aérea, as cidades de Uruguaiana, Pelotas, Santa Maria e Santo Ângelo seriam ligadas à capital de São Paulo por voos diretos e, de lá, para os demais destinos. Atualmente, a Gol opera desta maneira com rotas na cidade de Caxias do Sul e deve retomar, no final de maio, os voos em Passo Fundo.

O Estado já conta com rotas regionais ligando a capital gaúcha ao interior do Rio Grande do Sul, que serão ampliadas ainda no primeiro semestre de 2021. Com o anúncio da Gol a respeito da intenção de aderir ao Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR), o RS poderá ver ampliado no número de voos regionais ligando o interior do Estado a São Paulo.

Presidente da Frente Parlamentar da Aviação Regional e líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Frederico Antunes comemorou o resultado da reunião. “Em menos de três horas, o passageiro decolaria de Uruguaiana e pousaria em São Paulo, em voo direto. E, de lá, poderia seguir para qualquer lugar do Brasil ou do mundo. O mesmo valeria para Pelotas, Santa Maria e Santo Ângelo”, disse o parlamentar.

As negociações com a Gol começaram antes da pandemia da Covid-19 e foram retomados no início deste ano por meio de contatos entre o presidente o deputado Frederico Antunes, o secretário Costella, o diretor de Relações Institucionais da Gol Linhas Aéreas, Ciro Camargo, e o assessor da presidência, Alberto Fajermann.

SECOM RS

Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 6 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.