A sexta-feira santa e a sua hipocrisia

Mais uma vez chegamos naquela época de comer muito chocolate sem culpa. A Páscoa! Mas uns dias antes desse, que é o mais querido domingo do ano, temos a sexta-feira santa ou sexta-feira da paixão. Para vocês que não estão ligando o nome aos bois, é aquela sexta-feira que você tem que comer peixe. O dia que não se pode comer carne, correto? Errado! Mas já que falei de carne, vamos fazer que nem o açougueiro. Vamos por partes.

Em fevereiro temos a festa mais popular do país, onde homens e mulheres saem na rua quase sem roupas, com crianças pulando e brincando fantasiadas de personagens e que algumas pessoas chamam de festa pagã por se tratar da festa da carne. Uma festa de luxúria. É mesmo?! Na verdade nem tudo aí está errado, mas que é a festa da carne é. Carne alimento. Mas por que fazer uma festa da carne? Só para implicar com os vegetarianos? Não meus caros. É a festa da carne pois no dia posterior a esta festa começa um período chamado de quaresma.

Para quem nunca ouviu falar ou não lembra o significado da quaresma, é o período de 40 dias que vai do dia posterior ao carnaval até a sexta-feira santa. Olha ela aí de novo! Nesse período não se deve comer carne. Por isso se faz uma festa anterior a esse período, para você enfiar o pé na jaca e ficar de boa, ou nem tanto, 40 dias sem comer carne. A única carne permitida, nesse período, é o peixe.

Daí a criatura passa esses 40 dias consumindo carne e na sexta-feira santa roga praga para todos que não comem peixe nesse dia. Senhoras e Senhores, lhes apresento a hipocrisia! Aliás muitas autoridades religiosas pregam o sacrifício, como o jejum, nesse dia (#FicaaDica).

Para vocês que não sabiam disso, fica o aviso para a partir do ano que vem seguirem as regras cristãs. E para quem já sabia mas ignorava, Deus tá vendo, vejo vocês no inferno.

Rapha Rickes – Equipe Rio Grande TEM

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.