Pet terapia e autismo

Quando a Duda ainda estava na minha barriga ganhamos a Maui, nossa Golden Retriever, ela me acompanhou por toda a gestação.

O primeiro encontro entre as duas foi assim que chegamos da maternidade. A Maui ainda era filhote e teve muito ciúmes com a chegada da mana, como “birra” comeu por um tempo minhas roupas quando estavam na corda, mas nunca tocou em uma peça da Duda.

Quando a Duda tinha três meses, a Bali, nossa vira lata, chegou pra completar o time.

A Duda cresceu super acostumada com elas e o carinho sempre foi recíproco. Porém, agora, nesse período de quarentena e isolamento social, tenho notado o quanto elas são unidas e parando pra pensar, realmente não sei o que seria se elas, Maui e Bali, não existissem nas nossas vidas.

Elas passam da manhã, até a noite juntas. A Duda joga bolinha, a Bali traz de volta, ela dá ração, faz carinho e a farra é garantida.

Hoje eu e o Weslley espiávamos pela janela da cozinha elas no pátio, a Maui sentada e a Duda limpando o olho dela, e enquanto isso conversava e fazia carinho.

O coração quase não aguenta de tanto amor.

Aqui elas me vencem, e lideram o ranking de melhores terapeutas que a Duda poderia ter.

Como a Duda mesmo diz, elas são as melhores amigas.

E por aí, vocês também contam com a ajuda de pet terapeutas?

Autora: Alice de Leon

Foto: Arquivo Pessoal

Siga no Instagram: instagram.com/o_mundo.daduda/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezessete =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.