Edital destina R$ 250 mil a dez projetos culturais que incentivem folclore gaúcho

Inscrições em edital que apoia projetos de folclore vai até 16h59 de 8 de outubro

O Dia Internacional do Folclore, celebrado nesta quarta-feira (22), marca a abertura das inscrições para o edital 10/2018 Pró-Cultura RS Fundo de Apoio à Cultura/FAC do Folclore. A iniciativa da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel) oferece R$ 250 mil que pode contemplar dez projetos, sendo cinco vagas de R$ 15 mil cada para pessoa física e cinco vagas de R$ 35 mil cada para pessoa jurídica.

O edital selecionará projetos culturais que promovam ações de folclore como estudo, pesquisa e divulgação; seminários, simpósios, congressos; intercâmbio cultural; cursos; programações artísticas; registro e publicação, em qualquer mídia; criação de produtos ou serviços culturais.

Para participar, seja como pessoa física ou jurídica, é necessário estar habilitado no Cadastro Estadual de Produtor Cultural (CEPC) na Sedactel. As inscrições seguem até as 16h59 do dia 8 de outubro, exclusivamente na internet. Para pessoas ainda não cadastradas, o registro prévio também é pelo site.

O Pró-cultura RS promove a aplicação de recursos financeiros decorrentes de incentivos de contribuintes, por meio do FAC e da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), a projetos culturais.

Cooperação

Também em comemoração ao Dia do Folclore, os secretários da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo, e da Educação, Ronald Krummenauer, assinaram na manhã desta quarta um termo de cooperação para um projeto de visibilidade ao acervo da extinta Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF).

A colaboração entre Sedactel e Seduc inclui a promoção de estudos, pesquisas e divulgação dos valores inerentes à cultura do Rio Grande do Sul em escolas e espaços públicos.

A Discoteca Natho Henn, localizada na Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ), recebeu a coleção do Museu do Som Regional, com LPs, CDs e fitas K7s. Já a Biblioteca Pública do Estado acolheu as obras literárias da Biblioteca Glaucus Saraiva. Os acervos tridimensional, documental e de iconografia estão divididos, respectivamente, entre o Museu Antropológico do RS, o Arquivo Histórico do RS e o Museu Hipólito José da Costa.

SECOM RS

Foto: Karine Viana/Palacio Piratini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × dois =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.